26/09/2013

Um galho metálico seco

 Com as impressoras 3D agora é possível imprimir pessoas inteiras e fabricar residências em apenas algumas semanas. Energia elétrica sem fio é dominante e fios se tornaram obsoletos. Doenças como Alzheimer, HIV e a grande parte das deficiências físicas e mentais são agora totalmente ou parcialmente sanáveis. Telecomunicação é instantaneamente transmitida, sem qualquer delay entre um ponto do planeta e outro. As leis da mecânica quântica finalmente passaram a ser aplicáveis ás leis da física contemporânea. Curiosity confirmou que já houve formas de vida em Marte e astrônomos descobriram que nosso universo está dentro de um hiperespaço, dentre muitos outros hiperespaços, estes por sua vez com milhares de universos dentro deles.

 O que tudo isso significa?

 Não me peça pra explicar com termos técnicos. Acontece que impressões 3D moldaram do zero o mundo como conhecíamos, sendo largamente criticada pelos empresários de grandes empresas e num piscar de olhos se tornou rigidamente controlada pelo Estado. Não existem mais postes e cabos nas ruas e nas casas. Foi tudo substituído por enormes antenas separadas por uma distância específica que induzem energia eletromagnética, que por sua vez alimentam e iluminam nossas lâmpadas e nossos eletrodomésticos. O teletransporte de dados e de pessoas (pasme!) é possível, embora seja um processo altamente caro e burocrático controlado pelo governo, assim como a viagem no tempo. Se você tem câncer de medula óssea, um tumor maligno na lombar ou se perdeu um membro do corpo, suas chances de sobrevivência são grandes.

 Para que isso tenha sido possível, no entanto, muita merda aconteceu, mas prefiro omitir essa parte...

 O que ainda não é possível

 Não se engane que tudo agora é possível, pensando que ultrapassamos a velocidade da luz, que enviamos pessoas de volta ao passado ou que colonizamos planetas longínquos no espaço intergaláctico. As leis da física continuam imutáveis, o universo continua se expandindo, o planeta Terra continua orbitando o Sol e nós continuamos eternamente limitados pelas forças do cosmos. No entanto, continuamos a usar os poderes do universo e nosso entendimento sobre ele como forma de continuarmos avançando na nossa jornada cósmica, sempre em prol do desenvolvimento humano e da preservação de nosso planeta.

 O porém

 Todavia, os valores morais da sociedade e da natureza intrínseca ao ser humano acabam impedindo a aplicação prática de muitos desses avanços. É a ganância, ambição e o poder sempre entrando em jogo sob a justificativa de um bem maior... bem maior este que acaba causando inúmeras outras malezas, como o aumento crucial da taxa de mortalidade mundial e da poluição em nossa pequena residência planetária, comprometendo todo um sistema ecológico e, consequentemente, pondo em nós mesmos a níveis críticos de um iminente colapso. Poderia me estender por horas citando exemplos da atitude cancerígena do ser humano para o planeta e para si mesmo...

 A tecnologia evoluiu e continua evoluindo, mas essa evolução não acompanhou a sociedade. O humano ficou pra trás perante sua própria criação. Não quero dar exemplos, temendo que isso comprometa alguma coisa. Esses são apenas alguns dos avanços tecnológicos e científicos do meu tempo. Nem mencionei a situação social, política e econômica do país e de todo o capítulo mundial ocorrendo nesse pálido ponto azul vagando pela imensidão cósmica ao redor de uma estrela. Não sei se vale a pena. Quando o tempo chegar, você sentirá o impacto. Só espero que você e sua geração estejam preparados para o galho metálico seco, e que não deixem o futuro (atual presente) acontecer do exato mesmo jeito, embora isso fosse violar uma das leis fundamentais da física... mas lhe desejo boa sorte.

 PS: Quando o novo oegã emergir, finja-se de morto.