04/04/2013

Ao meu eu do passado

 A mensagem abaixo foi escrita pelo meu eu do futuro para o eu do presente. As palavras são de um futuro ainda não definitivo. Ou seja, em um futuro que ainda não aconteceu, e nem necessariamente irá. Mas que pode acontecer.

 "Olá, eu do passado. Apesar de ti ter vivido do ócio e da procrastinação durante toda a sua juventude, gostaria de dizer que o filme da sua vida teve um final feliz. Apesar de ter alimentado o seu sedentarismo enquanto entupia-se de chocolate acessando compulsivamente o Facebook; apesar de ter mantido as mãos coçando a região testicular por extensos períodos de tempo quando devia estar botando-as na massa (mas sem ter beliscado o escroto antes), gostaria de dizer que sua vida teve uma reviravolta. Embora tenha vivido com pouco regojizo, muito imediatismo e conformismo, a cena "Fim" da sua trajetória terminou com uma música alegre e de alto astral, enquanto a câmera lentamente diminui o foco, enquadrando uma linda paisagem e terminando com um fade-out.

 Seus inúmeros interesses, de gosto pelo desconhecido, de sair da zona de conforto e evoluir como indivíduo, foram essenciais para sua jornada à prosperidade, embora você nunca pensaste muito no seu futuro profissional e econômico.

 Apesar do seu medo de abordar as garotas e e incapacidade de conquistar as mulheres, gostaria de dizer que você finalmente encontrou seu amor, sua alma gêmea. Gostaria de dizer também que você, apesar da sua falta de pró-atividade, alcançou posições no seu emprego que, além de te dar muito dinheiro, também lhe oferece muito prazer, pois você se diverte e ama o que faz. Gostaria de dizer que a sua vida amorosa vai muito bem, seu salário é bom e estável, sua vida pessoal é maravilhosa, graças ás suas constantes conquistas, sabedoriaseu crescimento pessoal e corpo e mente são.

 Mas, principalmente e muito importante, gostaria de dizer que tudo isso é verdade.

 Gostaria de dizer que tudo isso aconteceu, mas não aconteceu. O ócio e a procrastinação que consumiu sua juventude foi de grande valor. O filme da sua vida é abdicado de clichês convencionais. Pois o final não é feliz, e a cena "Fim" foi dolorosa e lenta para o telespectador. Grande merda foram os seus interesses, sua busca pela sabedoria e conhecimento, e todas essas homoafetividades. Na hora de procurar um emprego, você se fodeu. Sabe qual é o teu emprego? Câmera-man de filme pornô. Como isso pode te deixar feliz? Além de não te dar muito dinheiro, você só está filmando o prazer, e não participando dele. Assim como foi com a sua vida inteira.

 Seu medo de rejeição e a sua falta de iniciativa em se desafiar e errar para evoluir e aprender foram fatores essenciais para teu fracasso. Apesar de você ter tentado superá-los, de nada adiantou. O "amanhã eu falo com ela" nunca veio, porque ela foi embora, enquanto você ficou preso ao "hoje". Você se casou, no entanto. Mas sua mulher não te respeitava. E te largou quando soube que você chorava vendo fotos da sua antiga paixão, a Beatriz.

 Sua família é desestruturada. O relacionamento com seus pais ainda são uma merda. Você comprou seu sofá nas Residências Jamal, sucessora das Casas Bahia, que faliu após a crise econômica de 2018. A academia que você queria tanto fazer ficou apenas nos planos. Você agora está obeso, seu corpo e mente estão uma bela montanha de defecação jurássica. A guitarra que você tanto procrastinou para aprender não te levou a lugar nenhum. Seu crescimento pessoal? Você engordou mais de quarenta quilos.

 Agora estou fudido, por sua causa, enquanto seus filhos assistem Big Brother. Sim, você teve filhos e BBB ainda existe. É contigo decidir qual dos dois é pior.

 Você mal sabe cozinhar, trocar uma lâmpada ou educar seus filhos. Tudo porque seu psicológico foi massacrado durante todos esses anos. Escreveria mais, no entanto tenho que dormir. Amanhã cedo gravarei "Bárbara Sápi e o ET super-dotado". Roteiro por Valeska Popozuda. Sente o naipe. Enfim... a mensagem que quero passar é:

 Até quando você vai parar de deixar para amanhã o que se pode (e deve) fazer agora? Daqui há um ano você desejará ter começado hoje, portanto, comece agora. Mexa esse cu gordo da cadeira e, assim que terminar de ler isso, faça algo para mudar seu futuro, e mudar o meu presente. Esse lixo que você me fez tornar não pode continuar existindo.

 Carinhosamente, ao meu eu do passado"

 É... acho que é melhor eu começar a colocar em prática os meus planos.