29/12/2011

Superficialidade do clima natalino

- hahaha seu sorriso é fei p krai
- kkkk e vc nem peitos tem e ta falando o que rsrsrs
 Natal e Ano Novo é a época de reencontrar com nossa família, amigos, parentes e inimigos. Quando todos nos reunimos na casa daquele tio que tem piscina no apartamento duplex e reencontramos parentes e pessoas cujo da próximo vez que os veremos será só no próximo Natal.

 Ano novo, essa data tão festiva. Natal, essa data tão natalina. A época onde os clichês se repetem. Fogos de artifício, amigo oculto, amor falso e superficial ao próximo e revoltados reclamando de como odeiam essa data. E também é quando revemos nossos inimigos, após mais de um Natal. É quando que as chamas pelo ódio à pessoa se acendem. OK, vamos dizer que não sejam necessariamente "inimigos". São só pessoas das quais você tem algumas coisas contra... mas está disposto a substituir seu caráter pela sua falsidade tudo devido ao clima comemorativo do nascimento do menino Nazaré.

 E o que acontece quando duas pessoas cujo compartilham a inimizade ou tem algo contra entre elas detectam que a outra está no mesmo recinto?

 Isso depende do sexo das pessoas
em questão. Se for dois homens, eles simplesmente se ignoram, ou dão um breve cumprimento. Se for um homem e uma mulher, eles não podem se tocar e se olhar. E se alguém quiser cumprimentar o outro, esta iniciativa terá que partir da mulher. Oras pelotas, mas por quê? Porque se a iniciativa for do homem a mulher irá ignorá-lo sem a menor sutileza.

 Agora vamos ao ponto. Se duas mulheres que tem coisas contras entre elas, o que acontece? Pode ocorrer duas situações: elas simplesmente se ignoram ou dão um breve cumprimento, o que é 2% dos casos. O que acontece nos outros 98? Elas se cumprimentam! Com a maior afeição e força de amizade. Se cumprimentam, se abraçam, dão sorrisos e espalham o ambiente com suas alegrias espontâneas e nada superficiais.

 Essa é a linha do tempo de uma conversa dessas mulheres pertencentes aos 98%, geralmente com algum grau de parentesco, e que não se vêem há muito tempo, se reencontrando nas vésperas de Natal ou Ano Novo:

1) Cumprimento. Os beijos, o sorriso, os toques corporais e sorrisos de uma amizade nada superficial.
2) Elogios e comparações. Enaltecem e comparam seus vestidos, seus cabelos e suas maquiagens.
3) Perguntas aleatórias sobre a pessoa.
4) Os presentes. Esse item é descartado caso não seja natal.
5) Agradecimentos pelo presente. Esse item também é descartado caso não seja natal.
6) Bla bla bla. Tópicos interessantíssimos sobre as influências sociopolíticas da economia Britânica com diálogos e risos obviamente muito espontâneos.

 Vamos colocar isso em prática:

- Oi, amiga, há quanto tempo ein?!

- Oi Rachel!

- Nossa, como você tá ótima! Você emagreceu bastante!

- Que nada... eu to uma baleia, eu não estou tão ótima e gloriosa como você! E esse seu vestido tá excelente! Que decote lindo!

- HAHAHAHA Impressão sua! Esse decote é ótimo mesmo né?! Na verdade só comprei esse vestido porque era o único barato que tinha. E também porque esse decote é maravilhoso, fala a verdade?!?! Você também ta muito bem vestida, esse vestido caiu lindamente em você, parabéns! E essa sua maquiagem? Passou rímel, ficou muito legal, realçou bem seus sílios! 

- Não, a impressão é sua, fia HAHAHA só passei uma maquiagem básica e um batom... meu vestido, modéstia a parte, tá ARRASANDO! E esse seu cabelo, nossa senhora!!! Seu cabelo tá ótimo, fia! Da última vez que te vi seu cabelo tava encaracolado, agora tá bem perfeito! 

- Tá bem melhor né? Eu também acho! O seu também tá excelente, tá bem cheiroso! Você passou Seda?

- Passei! Ficou bom, né, com a linha completa da Seda ele fica ótimo.

- E você tá mais magra também ein? Nossa a gente é como vinho, conforme o tempo passa ficamos melhor!

- HAHAHA mentira sua, eu to uma baleia. Segunda feira eu começo meu regime sem falta.

- Mas aí... você ainda tá casada com o Joaquim?

- To sim, três anos de casada, não é maravilhoso? Finalmente larguei de ser solteira e não me arrependo até hoje. Nunca mais voltaria a ter essa vida de descompromissada, viu...

 E assim se segue os diálogos, os presentes e assuntos mais interessantes que discussões sobre leis na TV Senado.

 E essa é a superficialidade do clima natalino. Afinal, o pensamento da mulher é totalmente o oposto do que ela quer dizer. Ou seja, mulheres são irônicas compulsivas. E se essas mesmas conversações fossem totalmente sinceras?

- Oi inimiga, há quanto tempo ein?!

- Oi Rachel!

- Nossa, como você tá péssima! Você engordou bastante!

-  Pois é, eu dei uma engordada mas não to tão horrorosa, vadia e vulgar como você! E esse seu vestido de piriguete tá uma porcaria!

- HAHAHAHA Você está certíssima. Na verdade só comprei esse vestido porque eu roubei o cartão de crédito do meu marido e ele era o mais caro. E também porque esse decote é maravilhoso, realça que os meus peitos são maiores e mais firmes que esses caroços de melancia que você tem aí, além de fazer todo mundo acreditar que eu sou uma puta. Você também tá muito mal vestida, ficou uma bela merda esse seu vestido em você, parabéns! E essa sua maquiagem? Adubou a cara, né, ficou muito legal, realçou bem a sua cara de cocô!

- Você tem razão HAHAHA só passei uma bosta básica e um batom cor de buceta de prostituta... meu vestido, modéstia a parte, tá UM LIXO! Mas esse seu cabelo, nossa senhora!!! Seu cabelo tá um Deus que me acuda, fia, pelo o amor de Deus, você pegou da onde esse teu cabelo? Pegou do ralo do banheiro dos outros e foi colando na careca? Da última vez que te vi seu cabelo tava uma merda, mas não tanto!

- Tá bem ruim né? Mas não tanto quanto o seu, sua
(OK, PARA. AQUI É O INSPETOR FISCAL DE POSTS COM BOA QUALIDADE DE BLOGS E DEIXO ESTE COMUNICADO QUE ESTE POST JÁ PASSOU DOS NÍVEIS DE BAIXA QUALIDADE, E O QUE VOCÊ ESTÁ PRESTES A LER CONTÉM CONTEÚDO MAIS VAZIO, MAIS VULGAR E COM MAIS AUSÊNCIA DE HUMOR AINDA. PENSE BEM ANTES DE PROSSEGUIR COM A LEITURA. GRATO, O INSPETOR) vadia chupa benga doadora de cu do caralho! Você passou esgoto no teu cabelo, né?

- Passei! Ficou bom, né, com a linha completa de todas as cores de cocô ele fica ótimo!

- E você tá mais gorda também ein? Nossa a gente é como leite, conforme o tempo passa vai ficando cada vez mais podre!

- HAHAHA verdade sua, eu to uma baleia. Segunda feira eu começo meu regime sem falta, 
mesmo que todos saibam que é mentira e que eu vou continuar comendo chocotone e engordando

- Mas aí... você ainda tá casada com aquele babaca do Jaquim que abandonou o altar pra beber cachaça e voltou 3 horas depois, atrasado pra cerimônia e bêbado?

- To sim, três anos de casada, não é horrível? Eu finalmente abandonei aquela vida de prostituta e me arrependo todos os dias. Queria continuar tendo essa vida mesquinha e escrota de vadia que você ainda tem, se oferecendo pra todos os caras, essas coisas...

 E essa é a sinceridade de Natal. Por isso eu sou a favor da campanha: Seja sincero até mesmo em clima Natalino. Afinal, o aniversário do menino Jesus não te impede de continuar odiando seus inimigos.

OK, nem eu mesmo sei qual foi o ponto e qual é a conclusão desse texto - e se entrarmos em uma discussão válida sobre o sentido dessa crônica, não chegaremos a lugar nenhum. Sei lá... leiam-o novamente com a voz do Cid Moreira que talvez possa ficar engraçado. (EU NÃO DISSE? O INSPETOR)