26/02/2011

Amigos verdadeiros

 Amigos. Quantos amigos você têm? Provavelmente muitos, você diria. Os mais específicos diriam que poucos. Os mais específicos ainda - interprete-os como meros apreciadores de caralho - diriam que nenhum, e que o único amigo deles é a família, ou Deus, ou qualquer amigo outro imaginário invisível. Essas pessoas normalmente têm uma definição errada á respeito do que é ser um amigo, e para que servem os amigos.

 Aliás, a sociedade pensa que o amigo verdadeiro é aquele em que está presente á qualquer momento de dificuldade, alegria ou tristeza. Pois é, sabe quem faz isso? Ninguém! A única que provavelmente fará isso é sua mãe, mas isso até ela perceber que não vai mais sustentar você, seu vagabundo. As pessoas não estão preocupadas em ser amigas verdadeiras, elas só estão preocupadas com seu próprio habitat, sua própria casa. Que se fodam todos, ela é mais importante. - eu acho que é por isso que existe tamanha falsidade entre todos, em primeiro lugar.

 E é assim que funciona o mundo. Na hora em que você estiver fudido, meu companheiro, não conte com a ajuda de nenhum filho da puta por aí. No dia em que você não tiver casa pra morar, pode ter certeza que o mendigo que tem gangrena na Praça do Come-Quieto vai estar pouco se fedendo para sua atual situação. Engraçado até onde chega a hipocrisia de quem exige que haja amigos verdadeiros. Diante dessa definição da sociedade, não existe o amigo verdadeiro, assim como não existe quem quer ser um amigo verdadeiro.

 No entanto, existe dois tipos de amigos distintos em duas épocas diferentes:

 A primeira classe de amigos: Do nascimento aos 18 anos - ou até quando você virar uma pessoa que tenha algum tipo de dignidade - você será e terá amigos que pertencem á primeira classe de amigos. E a primeira classe de amigos é constituída através dos seguintes mandamentos:
  •  Não existe respeito entre ninguém.
  •  Qualquer discussão acaba em porrada.
  •  No dia em que você for pego em uma encrenca, você fará de tudo para que seu amigo inocente seja incriminado.
  •  Se algum amigo teu se meter em uma briga, pode lhe assegurar que não o ajudará em nada.
  •  Você tem o pênis maior do que o dele.

A segunda classe de amigos: Dos 19 anos - ou quando você ter dignidade na vida, como já citado - você será e terá amigos totalmente diferentes. Ela, diferentemente da primeira, é constituída dos seguintes mandamentos:
  • Os amigos se respeitem, não se ofendem, muito menos se agridem verbalmente.
  • Todas as discussões acabam com resoluções civilizadas.
  • Você defenderá seu amigo envolvido em algum tipo de confusão á todo custo.
  • Você sempre defenderá seu amigo em alguma briga.
  • O seu pênis continua maior do que o dele.

 Agora, expor-lhe-ei-lo-lhe meus conceitos e minha definição á respeito do que é ser um amigo verdadeiro. Um amigo verdadeiro não é um amigo verdadeiro. Ele é um felizardo filho da puta.

 O amigo verdadeiro lhe dá tapas na cabeça quando você perde o seu BV, ou simplesmente dá o seu primeiro selinho. Começa á fazer piadas, anedotas, espalha para todos da escola, do bairro, e no dia seguinte você recebe pontapés, cascudos, mais piadas e mais anedotas, e tudo o que você tem que fazer é aguentar, sorridente, e para os mais bem humorados e debochados, também brincar consigo.

 O amigo verdadeiro lhe incrimina, mesmo você sendo o inocente da história da calcinha que foi parar na mochila de seu colega. Você ganha três dias de suspensão da escola, e após esse período, retorna ás aulas, mais irritado do que puta que não foi paga após o serviço, e sendo alvo de piadas, mais uma vez, entre os colegas. Ou até mesmo fazendo piadas, assim como seus colegas, evitando ser o alvo principal do deboche.

 O amigo verdadeiro não é feito para te acompanhar em momentos de dificuldade ou de tristezas, o amigo verdadeiro simplesmente existe para lhe fazer rir, chorar, passar por cenas vexatórias ou humilhantes.

 O amigo verdadeiro sempre estará pronto para te zuar á primeira oportunidade, mas também estará sempre pronto para ser o primeiro á lhe acomodar em dificuldades. Mesmo que ele faça piadas entre seu consolo, mas isso não interessa.

 Um amigo verdadeiro não o convence, com argumentos, lembranças e estatísticas, de que ele é um amigo verdadeiro. Um amigo verdadeiro não demonstra ser um amigo verdadeiro. Ele apenas é. Aquilo que ele nasceu pra ser: um grande filho da puta.